O que determina a qualidade do Óleo Essencial de Lavanda?

Fatores que influenciam na qualidade do Óleo Essencial de Lavanda

Quimicamente falando, todos os grandes produtores de Lavanda oferecem seu produto, o óleo, acompanhado de laudo de análise química. Lá estão quantificados os diversos componentes bem como sua concentração. Isto tem influência no valor final do litro do produto. Conforme a finalidade, o óleo proveniente de um tipo de Lavanda bem como de uma determinada região pode ser preferido.

Mas o que é qualidade?

Um mesmo Óleo Essencial possui a capacidade de produzir diferentes efeitos em cada organismo. O óleo essencial é a verdadeira alma da planta. Desta forma, a qualidade dele está ligada à sua integridade, ou seja, à presença de todos os seus cerca de 170 componentes.

A Variedade de Lavanda utilizada

A qualidade do óleo essencial varia de acordo com a espécie de Lavanda utilizada. A Lavandula angustifolia ou Lavanda inglesa, por exemplo, é variedade que proporciona o óleo de melhor qualidade para a perfumaria. Enquanto isso, a Lavandula dentata, a mais difundida em solo brasileiro, produz óleos essenciais preferidos para uso em massagem por ser mais refrescante que o primeiro.

O clima e modo de cultivo

Cada espécie possui suas peculiaridades quanto a clima e modo de cultivo ideal. Conforme forem atendidos os critérios de cada variedade, maior qualidade terá seu produto final. Prova disso é que a Lavanda cultivada tem melhor rendimento e qualidade do que a Lavanda selvagem.

A Idade da planta

Plantas que estão entre os 4 e os 7 anos de idade têm melhor rendimento quanto a quantidade e qualidade de óleo essencial. Por este motivo,nas fazendas de lavanda, ocorre o rotacionamento, com replantio periódico de mudas, para que a maior parte delas esteja nessa faixa de idade.

O Tempo da colheita até a extração

A destilação deve ocorrer em até 48 horas depois de colhida a planta. Quanto mais rápido for o intervalo entre a colheita e a destilação melhor será o óleo. A partir daí, as propriedades naturais da Lavanda começam a se perder.

O Processo de Extração

No processo de destilação da Lavanda, a escolha entre qualidade e quantidade é de fundamental importância.

Para se obter Quantidade

Alta temperatura e alta pressão garantirão um rendimento de grande quantidade. Entretanto, os componentes do óleo são sensíveis a temperatura e a pressão. Dessa forma, se o processo for realizado com alta temperatura, haverá um bom rendimento no que diz respeito a quantidade, mas haverá a perda de componentes, e consequentemente, de qualidade.

Para se obter Qualidade

Ao contrário da produção focada em quantidade, para se ter qualidade na essência é necessário que ela seja obtida lenta e gentilmente da planta. Com temperatura e pressão moderadas, as propriedades do óleo serão preservadas, resultando num óleo essencial de melhor qualidade.

Nosso óleo essencial de Lavanda é produzido seguindo os mais elevados padrões de qualidade, tanto química como de extração, a partir de plantas originárias da Bulgária.

🌿Viva bem, viva Aloha🌿

Disponível em http://bit.ly/LojaAlohaElianete

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *